Colunas
Leandro Lacerda
 
Colunas anteriores
10/4/2005
Início do Campeonato Brasileiro
O início do Campeonato Brasileiro para as equipes cariocas foi muito bom. Dois campeões estaduais foram superados. O Inter, melhor time do Rio Grande do Sul neste ano, perdeu, em pleno Beira-Rio para um aguerrido Botafogo. 2 x 0 com autoridade. E que partida fez o Túlio. Marcou, apoiou e ainda fez um gol. Que jogador. Outro bom nome na partida foi o limitado, mas aplicado Jonílson. O atleta, vice-campeão carioca com o Volta Redonda, se multiplicou por todos os lados do gramado.

No Maracanã, o campeão carioca não tomou conhecimento do São Paulo, que conquistou o certame paulista. O jogo terminou em 2 a 1 porque, mais uma vez, Tuta cansou de perder gols. Mesmo assim, ele fez dois e já desponta como artilheiro do Brasileirão. O jogador, que recentemente falou em seleção brasileira, fez seu papel. Mas, convenhamos. Até a amarelinha, falta muito, Tuta.

No Planalto Central, o Vasco empatou com o Brasiliense, em jogo curioso. Os dois times não fizeram boa partida, apesar dos quatro gols. Pelo lado da equipe do Distrito Federal, destaque para o gol de Tino, encobrindo o goleiro Éverton, que, mais uma vez, falhou. Aliás, este tem sido o "Calcanhar de Aquiles" do elenco cruzmaltino; o goleiro. Ninguém tem conseguido se firmar. No time comandado por Dário Lourenço, destaque para a obra prima assinada por Alex Dias. No segundo tempo, com o jogo empatado em 2 a 1, ele fez jogada individual e acertou, de fora da área, o ângulo. Belo gol.

No Flamengo, bem, o rubro-negro, que já assustou os adversários quando atuava no Maracanã, o discurso mudou. Em tempos de Celso Roth, os jogadores, agora, garantem que no atual momento, empatar, mesmo que no Rio de Janeiro, é um grande negócio. Era só o que faltava. O Flamengo, agora, se acovardou. 1 a 1 com o Cruzeiro, bom resultado? Sinceramente, ou o Cruzeiro da primeira rodada foi um time muito apático, ou o Flamengo está se preparando para disputar, até as últimas rodadas, a fuga do rebaixamento.

Da série "rapidinhas": o Campeonato Brasileiro, em apenas uma rodada, já produziu sua primeira vítima. Péricles Chamusca acabou chamuscado no Goiás. O treinador, que perdeu o Campeonato Goiano para o Vila Nova, foi demitido. E olha que ele venceu na estréia. 2 a 0 no Paraná, em Curitiba. Curioso é que, para o lugar do Chamusca, a diretoria do Goiás contratou Édson Gaúcho, campeão com o Vila. Fala sério...

 

 
  >> Voltar <<